Ter saído do ninho.

Ter saído do ninho me fez compreender algumas coisas: é possível, sim, se sentir em casa, num mesmo dia, em muitos quilômetros de estrada. Sim, é possível tomar café da manhã em Itabira, terra de Drummond e perceber que no meu sangue também corre minério; almoçar com a família em Belo Horizonte por volta do meio dia e reafirmar minha paixão pela Serra do Curral que protege toda essa gente – e por essa cidade que me formou e me mostrou todas as suas dores e acertos; encontrar as minhas escolhas à noite em Varginha e ter orgulho delas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s