Por si só.

São de realidades diferentes.
Ela é budista, ele kardecista.
Ela prefere baladas, ele tranquilidade.
Ela não dispensa um encontro com as amigas, ele o silêncio e o ato de estar só.
Ela viajou o mundo, ele ainda não saiu de Minas.
Ela é de maquiagem, ele gosta de natureza selvagem.
Ela tem um ar blasê, ele de simplicidade.
Ela se faz de esquerda, ele vive a esquerda.
Ela é bonita, ele feio.

Por isso, não se tentam.
Arriscam estarem só e por si só.
Mesmo com a troca de olhares e vontade latente.
Querem a possibilidade de terem um com o outro tudo.
De serem uma unidade.
Mas são de realidades diferentes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s