Álbum de família

Não me esqueço de algumas coisas. O jeito que minha família conduziu a própria vida, por exemplo. Ao completar a maioridade, meu avó deixou a pequena cidade de São Domingos do Prata, em Minas Gerais, para ganhar o mundo. Uma década de 40 com várias contradições e ele, literalmente, tinha o desejo de abraçar o mundo. Toda sexta-feira me encontrava com aquele sujeito de pele morena e cabelos grisalhos. Noites de 1999, antes do mês de maio. Eu o admirava e, deixando o tempo passado para trás, esse sentimento ainda continua. Até depois da barreira física da morte. O senhor de feições indígenas e de tom sério dizia que havia até passado fome e adormecido em cemitério para conquistar o ideal que almejava. Enfrentou chuva, uma grande estrada à pé; mesmo com todas as opções e possibilidades dizendo que nada ia dar certo. Eu tento absorver ao máximo esse exemplo. Para esquecer as tentativas de podar minhas asas e o motivo que estou aqui.

Uma das conquistas foi o primeiro lote próprio, ainda na década de 70. Hoje, observo os registros. A casa simples, de tijolo e com reboco inacabado. O sorriso de minha avó que passava as tardes a costurar na varanda, de frente para árvores centenárias. Hoje foram engolidas pela urbanização. Ainda bem que existem as memórias. A rua era de areia, o muro bem baixinho. Um segredo? Gostaria de ter vivido todo esse período com eles. Pela ingenuidade e serenidade que vejo nas fotos. Pela gentileza que ainda parecia predominar. Encontro outra fotografia ao virar a página. É de um casamento. Meu pai e minha mãe, magros e esbeltos. Assim como todos os jovens entre 24 e 25 anos são. Na próxima página me vejo ainda bebê. Quase não me reconheço: pela fofura, pelos cabelos encaracolados e pela bochecha rosada. Conclusão? A gente muda mesmo não fazendo movimento nenhum ou querendo escapar de quem somos.

Bem ao fim, em uma folha amarela, a imagem do caminhar descalço me conforta. Andar com pés no chão, ciente dos desafios e com calma a cada passo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s