Cinema em Belo Horizonte: O curioso caso de Benjamin Button

O filme estreiou nas salas dos cinemas brasileiros em Janeiro de 2009. Mas ainda em Fevereiro,  é grande o número de pessoas que lotam as salas de tela grande. 

O Curioso Caso de Benjamin Button é baseado no livro de Francis Scott Fitzgerald.

F. Scott Fitzgerald = Fitzgerald é considerado um dos maiores escritores americanos do século XX. Suas histórias, reunidas sob o título Contos da Era do Jazz, refletiam o estado de espírito da época. Foi um dos escritores da chamada “geração perdida” da literatura americana. (Wikipédia)

Nas sinopses da internet, 

Drama baseado no clássico romance homônimo escrito por Francis Scott Fitzgerald nos anos de 1920, que conta a história de Benjamin Button, um homem que misteriosamente começa a rejuvenescer e passa a sofrer as bizarras consequências do fenômeno.

A direção é de David Fincher.

Fincher nasceu em Denver, Colorado, EUA, em 1962. E começou a fazer “filmes” aos 8 anos de idade, quando brincava com a câmera de seus pais. Em 1980 viu O Império Contra Ataca de George Lucas. Foi esta experiência que o fez olhar de outra maneira para o cinema e ajudou-o a encontrar o seu próprio estilo. Começou a trabalhar numa empresa de animação, e aos 18 anos foi trabalhar para a “Industrial Light and Magic – ILM” de George Lucas onde ficou vários anos. Nesse período teve a oportunidade de trabalhar em O Retorno de Jedi (1983) e Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984). (Wikipédia)

Em uma noite de Sexta, resolvi ver o filme com o pessoal da Faculdade. O local escolhido foi um shopping de um bairro ‘nobre’ da capital mineira. 

Não sei onde enfiei o meu celular…
Me passa o número de vcs de novo para o cinema!
 
=p
Pegamos a sessão das 21h10. No shopping, resolvemos esquecer os problemas do mundo por um instante e compramos McDonalds. Um sanduíche, porção de batata frita pequena e um copo de coca pequeno = 10 reais.  Não é uma boa equação e ainda prefiro o sanduba barato do meu bairro.
Ai, Sander! que noção que você é! Anota meu número de novo então! Beijo e me liga.
No cinema, o tradicional trailler de outros filmes… quase 10 minutos! E eu nem tinha visto o trailer de ‘O curioso’…
O ar condicionado da sala de cinema atrapalhou. Estava congelante! Mas ninguém teve coragem de reclamar… e foram quase 3 horas de ar condicionado… (buuuu)!
Passava da meia-noite. O filme, temina. Ninguém fica para ver os créditos finais. Mas valeu a pena! [poderia ter explorado um pouco mais a trilha sonora, ousado em alguns enquadramentos mas tudo bem!]
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s