Bastidores da Reportagem

Especial de Fim de Ano

Você sabe como funciona uma emissora de TV? Conhece os Bastidores? Como é feito o jornalismo de televisão em Belo Horizonte? Quem coordena quem? Entenda tudo isso, em uma linguagem simples.

Quando o repórter aparece no video, contando um fato e/ou entrevistando alguém.
Gravando 'Stand-Up'

PUC TV, BAIRRO DOM CABRAL/BH – A rotina do Jornalismo da PUC TV começa na segunda, às 7:30, para a equipe de reportagem 1, do Jornal 15 Minutos: Sálua Zorkot(repórter), Júlio César (Cinegrafista) e Ewerton (Motorista). Na sala da Chefia de Reportagem, a pauta (o assunto da matéria) já está pronta – tudo indicado – marcações, idéia da matéria, informações complementares. Quem faz TV sabe, tempo é dinheiro – devido ao deslocamento, fitas, deadline (prazo de entrega) da matéria e do jornal, que vai ao às 18h30 pela PUC TV e TV Horizonte.

Carro de Reportagem da PUC TV
Carro de Reportagem da PUC TV

Às 8 da manhã, a segunda equipe de reportagem  –  Sander Kelsen (repórter), Carlos Costa (Cinegrafista), além de Simone Moreira (Chefe de Reportagem – que coordena as equipes na rua, além de delegar funções aos produtores) e a equipe de produção – que constrõem a pauta para o repórter  (no turno da manhã são em média 4 produtores).

Preparação de textos e produção do jornal
Redação: Preparação de textos e produção do jornal
Busca pela melhor imagem em coletiva à imprensa – eleições 2008
Busca pela melhor imagem em coletiva à imprensa – eleições 2008

O rádio e a TV são sintonizados em canais de notícias. A internet já é garimpada, em busca das notícias. O filtro é feito: O que é interessante para o público do 15 Minutos? O factual vale – uma coletiva de imprensa sobre um assunto importante, por exemplo, divulgada em última hora pelas assessorias entra ainda no ‘jornal de hoje’.

Livia de Castro, se preparando para entrar ao vivo no vestibular 2009
PUC TV 10 Anos: Lívia de Castro, se preparando para entrar ao vivo no vestibular 2009
Patrus Ananias em visita à emissora
Patrus Ananias em visita à emissora

Reuniões são feitas para se discutir o que vai estar no jornal. Joseany Rodrigues é a editora-chefe e responde pelos acertos e erros do 15 Minutos. Além disso, ela é editora dos textos dos repórteres. João Marcos também é editor de texto, corrige textos e avalia o que foi feito no jornal.

A repórter Franciele Xavier e a editora-chefe Joseany Rodrigues
Revisando o Texto: A repórter Franciele Xavier e a editora-chefe Joseany Rodrigues

Os repórteres normalmente retornam à redação por volta das 13/14 horas. Fecham o texto, o editor corrige e depois gravam o off –  é a narração do repórter que você ouve nas reportagens de TV. Passagem é o nome que se dá quando o repórter aparece no vídeo – ele conta dados estatísticos, dá o desfecho de um caso. Amarra as partes de um VT – É a continuidade!

No video, o repórter Sander Kelsen fala sobre dados estatisticos
Fazendo passagem: No vídeo, o repórter Sander Kelsen fala sobre dados estatísticos

A edição de imagens é feita por Ana Maria e Mateus Caixeta – juntos com o editor de texto, escolhem as sonoras que exemplificam as reportagens. Sonora é a entrevista, onde uma pessoa está no vídeo para lhe contar uma informação nova ou reforçar o que o repórter disse no off.

A editora de Imagens Ana Maria, na Ilha de corte seco.
A editora de Imagens Ana Maria, na Ilha de corte seco.

O jornal vai ao às 18h30, ao vivo. No estúdio, câmeras e TP – Teleprompter. O ‘TP’ é onde o apresentador lê e interpreta o texto (uma notícia) para você que assiste ao jornal. Esse recurso é ‘invísivel’ e você nem nota que ele conta com esse auxílio.

Júnia Miranda, diretora da PUC TV, apresentando o 'Universus'
Do estúdio para a TV: Júnia Miranda, diretora da PUC TV, apresentando o 'Universus'

Ao final do jornal, os editores avaliam o que deu certo e errado na edição e discutem mais tarde com os produtores, repórteres e chefia de reportagem.

PUC TV é um canal da TV universitária de Belo Horizonte e em 2008 completou 10 anos. Por lá, já passaram importantes nomes do telejornalismo mineiro  e brasileiro. Atualmente é dirigida pela professora Junia Miranda.

Equipe 1º/2009
Equipe 1º/2009
Entrada da Redação
Entrada da Redação
Anúncios

Balanço da Imprudência nas Estradas e da Chuva em Minas Gerais

O BALANÇO DA IMPRUDÊNCIA E DA CHUVA EM MINAS GERAIS

  • Na BR-381, altura do Km 525,  sentido Brumadinho, queda de barreira. Ainda na 381, no domingo, trânsito intenso e imprudência, além de alguns trechos com alguns buracos.
  • BR 356 – Para Ouro Preto – está interditada – Segundo a Polícia Militar Rodoviária, a estrada já está sendo recuperada.
  • Na Colônia Santa Isabel, em Betim,  entulho ainda está espalhado com as últimas chuvas/ algumas ruas estão debaixo d’água. O corpo de bombeiros esteve no local.
  • Na comunidade Beira Linha, região nordeste de Belo Horizonte, um barranco cedeu neste domingo,  deixando uma pessoa soterrada. A defesa civil vi avaliar o local.
  • 8 pessoas na casa, sábado a noite / no domingo a terra cedeu / defesa civil vai avaliar o local 
  • Chove em Minas há 19 dias – a chuva não vai parar, mas diminui, segundo o MGTEMPO/CEMIG/PUC Minas. 
  • Entre os dias 20 e 28 de dezembro foram registradas 50 mortes nas estradas mineiras, segundo a Polícia Rodoviária Federal. 
  • Mais de 900 acidentes, aumento de 61% no número de mortos em relação ao ano passado.

O e-mail que relembra o passado

Você já checou hoje seu e-mail? Quer dizer, já re-checou seu e-mail? Qual foi a primeira mensagem que você recebeu? Quando começou a ter o endereço virtual?

Hoje fiz isso. Reabri minha caixa de entrada. A primeira mensagem é de Julho de 2004 – mensagem da equipe do Ibest de boas vindas. Hoje Ibest é do Gmail. Muitas coisas mudaram, entre elas o layout das mensagens.

Algumas mensagens que achei interessantes (de 2004 a 2008  – afinal, já são 5 anos que passaram desde então!)

 Prezado SANDER KELSEN E SILVA,
Sua ficha de inscrição foi processada e seus dados estão disponíveis
para consulta, via Internet, no endereço http://vest.cecom.ufmg.br/vest.
Para consultar seus dados, utilize seu número de controle e senha
constantes no seu comprovante de inscrição. Em caso de inconsistência,
alguns dados poderão ser acertados diretamente na página.
Em caso de erro de digitação, as opções de curso, língua e
local de prova somente poderão ser acertadas pela COPEVE,  mediante
conferência de sua ficha de inscrição (…)

Parabéns! Você está sendo convocado em primeira chamada no Vestibular da PUC Minas.
A matrícula para os candidatos aprovados em 1ª chamada na PUC Minas Coração Eucarístico, Barreiro, São Gabriel, Betim e Contagem, será realizada no dia 06 de fevereiro (segunda-feira)das 9h00 às 19h00 horas, e no dia 07 de fevereiro (terça-feira), das 9h00 às 16h00, na unidade para a qual você prestou vestibular. Para fazer sua matrícula, você precisa apresentar a seguinte documentação (…)

Educação alimentar na escola

Escola infantil em parceria com nutricionista implanta projeto de educação alimentar a crianças de 0 a 6 anos

A Escola Algodão Doce há cerca de quatro anos implanta um projeto de nutrição na merenda escolar de seus alunos. O acompanhamento é feito pela nutricionista Cláudia Dias. A escola, de caráter desenvolvimentista, possui muitos projetos que buscam o desenvolvimento da criança num todo. Por isso trabalha com diversos outros projetos que colaboram para o crescimento infantil.

Os estudantes da escola não trazem a merenda de casa. A mensalidade inclui a merenda que é preparada na própria escola seguindo o programa elaborado pela nutricionista. O cardápio inclui sucos, frutas, sanduíches, leite, iogurte, e outros alimentos essenciais à nutrição da criança. “É uma questão de segurança e despreocupação. Sei que minha filha receberá alimentos saudáveis e não precisarei preparar em casa a sua merenda”, diz Kênia Cristina Pontes Maia, mãe da aluna Maria Antônia de 4 anos.

A coordenadora da escola, Valéria Vilela de Mattos (psico-pedagoga), explica a importância da educação alimentar nesse período de crescimento da criança. “Desenvolvemos este projeto de nutrição com o objetivo de criar hábitos alimentares saudáveis em nossos estudantes. Uma vez desenvolvidos aqui na escola, os alunos podem levar isso para a vida inteira”.

O resultado é evidente. Vítor, 2 anos, filho de Kleison Antônio Pontes Maia, conta o que mais gosta: “Feijão, chuchu, ´carninha´, arroz, brócolis e suco de uva”. O pai diz que o projeto é muito bom e que ajuda bastante em casa, “Vítor come de tudo”.

Os familiares aprovam

Marília Melo de Andrade, avó de Gustavo, 4 anos, diz que a criança come de tudo. Desde suco de soja, legumes e verduras a coalhada e queijo. A mãe, Nara Neves Andrade, mostra a agenda do filho que todo mês vem com a programação da merenda que será servida em cada dia. “É ótimo saber o que meu filho come todo dia. O cardápio é bem variado e bastante saudável. Acaba saindo mais barato do que se eu mesma preparasse em casa sua merenda. É uma questão de tranqüilidade”.

Já Ângela Maria Guimarães, avó de Lucas, 3 anos, atesta a qualidade do projeto na escola. Antigamente seu neto comia muito alimento pobre em nutrientes e havia a preocupação em casa por haver antecedentes de obesidade. Por isso, Ângela diz que o projeto é “ótimo, porque ajuda a evitar a obesidade”.

Criança hoje

“Atualmente, as crianças entram nas escolas cada vez mais cedo. Antigamente elas aprendiam e passavam o desenvolvimento inicial de seu crescimento dentro de casa com os familiares, mãe e irmãos. Agora elas aprendem o básico dentro das escolas. A maioria é filho-único e tem pais que trabalham fora o dia inteiro. Assim, a escola assume papel fundamental na formação e orientação inicial da criança”, explica a coordenadora da escola.

A escola

A Escola Algodão Doce Centro de Educação Infantil completa em 2006, 25 anos. Localizada à rua Maranhão, 181, bairro Santa Efigênia, na região Leste de Belo Horizonte, faz parte do Grupo Base (regulamentado pela Lei de Diretrizes e Bases – Lei n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996) que conta com 10 escolas de educação infantil em Belo Horizonte. O Grupo Base tem o propósito de discutir a melhoria na qualidade da educação.

A escola funciona nos períodos da manhã e tarde. Conta hoje com 184 alunos, divididos em meio-horário (manhã ou tarde), integral (escolarização e recreação) e especial. Atende ainda, alguns alunos com necessidades especiais.

Os projetos para o aniversário da escola voltam-se principalmente para a expansão da escola para adotar o primeiro ciclo fundamental – 1ª à 3ª séries. Além disso, aumentando o tempo de permanência do aluno na escola, mais consciente ele e seus familiares estarão acerca de sua própria alimentação.

 Repórteres: Patrícia Marquete Vitelli – 7º período / Sander Kelsen Silva – 1º período

Fotografia: Patrícia Marquete Vitelli

THE ORIGIN OF THE NAME SANDER

Dear Sander,
  to the dest of my knowledge the name Sander is a derivative of the name Alexander. But i can’t say with certainty where the name is from.
  good luck with your research.

gr,

 Sander

De lá pra cá muita coisa mudou. E que bom!

Restaurante Popular de Belo Horizonte oferece almoço de natal

Às 10 horas da manhã, uma fila começou no Restaurante Popular, na Avenida do Contorno em Belo Horizonte. ‘Fila’ em pleno dia 25 de dezembro, comemoração do natal –  O objetivo? Servir almoço com muita solidariedade para as pessoas mais carentes. E foi muita gente. Cerca de três mil refeições foram servidas até às 2 da tarde. 

Confira o texto para a TV.

ASSUNTO: RESTAURANTE POPULAR OFERECE ALMOÇO DE NATAL

SANDER KELSEN

ALEXANDRE ZAZÁ

OFF1

NO NATAL, ALMOÇO SOLIDÁRIO E SEM NENHUM CUSTO PARA QUEM  PASSOU PELO RESTAURANTE POPULAR/ NA FILA, OPORTUNIDADE PARA TRAZER A FAMÍLIA TODA E UMA OPÇÃO DIFERENTE DE PASSEIO PARA AS PESSOAS MAIS CARENTES/ NEUSA TROUXE COM ELA A FILHA, A NETA E UMA AMIGA/ E APROVOU A INICIATIVA// 

SONORA COM NEUSA SOUZA VAZ – DIARISTA

FALA SOBRE O QUE ACHOU

SONORA COM ROBERTA SILVA VAZ – PROMOTORA DE VENDAS

FALA SOBRE O QUE ACHOU

PASSAGEM

CENTRO, BH

PARA MUITAS PESSOAS, NO SIMBÓLICO DIA 25 , PAPAI NOEL DEIXA DE SER A PRINCIPAL FIGURA DAS COMEMORAÇÕES NATALINAS E ENTRA EM CENA, A MESA FARTA/ É O QUE ACONTECE NO ALMOÇO DE NATAL DO RESTAURANTE POPULAR/ ENTRE OS INGREDIENTES, ARROZ, FEIJÃO E SEISCENTOS QUILOS DE LOMBO DE PORCO/ O PRATO FICA BONITO E ALÉM DESSA TRADICIONAL MISTURA, SALADA DE ALFACE, MAIONESE DE LEGUMES E SOBREMESA/ FORAM SERVIDAS CERCA DE 3 MIL REFEIÇÕES/ COMIDA DIFERENCIADA E ESPECIAL//

AVALIAR POVO FALA

SOBRE A COMIDA / SOBRE A INICIATIVA

SONORA COM JAMES ROMEL – GERENTE DO RESTAURANTE POPULAR

FALA SOBRE O ALMOÇO  / CONTEXTO HISTÓRICO / SOBRE A INICIATIVA ETC

OFF 2

O ALMOÇO JÁ É TRADICIONAL/ COMO VOLUNTÁRIO, GERALDO AJUDOU A PREPARAR A COMIDA PARA ESTA QUINTA-FEIRA/ NA COZINHA ELE REVELA UM TEMPERO E SENTIMENTO ESSENCIAL NA HORA DE PREPARAR OS ALIMENTOS//

SONORA COM GERALDO FRAGA – COZINHEIRO E VOLUNTÁRIO

FALA QUE É AMOR / SENTIMENTO DE SOLIDARIEDADE

OFF 3

PAPAI NOEL TROUXE PRESENTES E FEZ A ALEGRIA DA CRIANÇADA/ MAS TAMBÉM LEVOU INFORMAÇÃO SOBRE O ESTATUTO DO IDOSO E DA CRIANÇA, ALÉM DE LEVAR UMA MENSAGEM DE  NATAL PARA QUEM PASSOU POR LÁ//

SONORA COM MÁRIO DE ASSIS – PAPAI NOEL E PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO DE PAIS E ALUNOS

 

SOBRE O ESTATUTO/ COMO SE SENTE EM PARTICIPAR DO ALMOÇO

Indigne-se! E feliz Natal.

Todos os dias, ao abrir a porta da minha casa, vejo Belo Horizonte de camarote. O sol ainda nasce, o horário é de verão. A cidade acorda ao som dos primeiros ônibus, que levam trabalhadores e estudantes. Tudo parece estar tão normal, ser tão normal na serra ao fundo. O destaque agora (em decadentes minutos de 2008) são para os prédios, a ‘tijolação’ BH 111. Tiraram as árvores da Cristiano Machado em prol do bem estar de automovéis.  A rotina nos engole, quase não vivemos. E os amores, por ironia do destino, se tornam também parte da rotina.

Falta indignação diante toda rotina que temos. E sobra egoísmo. ‘Eu não vou mais ao trabalho de transporte coletivo. Não me misturo, não gosto de suor muito menos calor humano’, diz o morador de zona sul com seu carro importado.

E muitos Jornalistas se mostram indignados com o desrespeito a lei seca por parte de algumas pessoas. Indignam-se com a situação do trânsito (quanto egoísmo!). Mas é só da boca pra fora, são também seres humanos e quase sempre estão desrespeitando a lei (também!), bêbados a 120km/h no Anel Rodoviário.

Convencionou-se que somente os formadores de opinião, jornalistas, cronistas e poetas deviam se indignar com situações cotidianas. Buscar o além em coisas comuns. Chega! Está na minha hora e também na sua hora – cidadãos comuns – de se indignarem também.

Indigne-se com a rotina. Indigne-se com as situações cotidianas. E seja chato se precisar. O mundo agradece.

Pra finalizar, desconfie! De tudo e de todos!

 Feliz Natal

Chargista Duke lança livro sobre desenhos de humor

Pra quem lê os jornais  “O Tempo” e “Super Notícia” e é fã de Duke, uma boa oportunidade para ter o trabalho do Chargista em casa. No livro “Duke, Desenhos de Humor”, uma reflexão sobre os problemas da sociedade mineira e brasileira, representados ironicamente e, claro, com  muito humor. 

Acesse aqui o site de Duke e adquira o livro.

Confira abaixo o texto para a TV sobre o trabalho de Duke.

 

CHARGISTA DUKE PUBLICA LIVRO

REPÓRTER: SANDER KELSEN

CINEGRAFISTA: ANDRÉ CRUZ

OFF 1

MISTURA DE CORES E TRAÇOS QUE REMETEM AO ESPELHO DO REAL/

(SUGESTÃO: SOBE BG E MOSTRA AS CHARGES QUE SÃO PROJETADAS NO COMPUTADOR)

EDUARDO DOS REIS EVANGELISTA É MAIS CONHECIDO COMO DUKE/ ENTRE OS SEIS MIL DESENHOS, O CARTUNISTA ESCOLHEU CERCA DE DUZENTAS CHARGES QUE PRODUZIU NOS ÚLTIMOS DEZ ANOS PARA ILUSTRAR O LIVRO, “DUKE, HISTÓRIAS DE HUMOR”/

AS ILUSTRAÇÕES DA PUBLICAÇÃO COM MAIS DE 140 PÁGINAS FORAM SELECIONADAS DE ACORDO COM A ATEMPORALIDADE E A ORDEM NÃO CRONOLÓGICA/ TEMAS COMO A CORRUPÇÃO, VIOLÊNCIA, A MISÉRIA E OUTROS PROBLEMAS SOCIAIS DO PAÍS ESTÃO REPRESENTADOS DE FORMA CRÍTICA, COM UM TOQUE DE IRONIA/ ESSÊNCIA DE TODA CHARGE//

SONORA COM EDUARDO DOS REIS EVANGELISTA –  “DUKE”

FALA SOBRE O LIVRO

OFF 2

 

**CHARGE QUE CITEI NO OFF:   UMA CRIANÇA PULANDO EM DIREÇÃO A GOTA D’ÁGUA E A BOLA INDO EM DIREÇÃO À UM GOL

NESTA ILUSTRAÇÃO DO LIVRO, UMA DAS PREFERIDAS DO CHARGISTA, A COMPOSIÇÃO ENTRE BOLA, A SECA E A ÁGUA QUE TROUXE O PRIMEIRO LUGAR PARA DUKE NO SALÃO INTERNACIONAL DE HUMOR ECOLÓGICO DE CAMPOS/ OS DESENHOS SÃO PRODUZIDOS EM CASA/ NA MESA, EM POUCOS MINUTOS, A REFLEXÃO SOBRE A REALIDADE COM O AUXÍLIO DA CANETA, FORMAM NOVAS CHARGES/ EXPERIÊNCIA E AGILIDADE QUE ADQUIRIU COM O TEMPO NO TRABALHO DIÁRIO E CORRIDO DO JORNALISMO IMPRESSO//

VOLTA SONORA EDUARDO DOS REIS EVANGELISTA –  “DUKE”

SOBRE O PROCESSO DE APURAÇÃO /  DIA A DIA DELE PARA O JORNAL

OFF 3

DUKE TEVE O PRIMEIRO CONTATO COM A CHARGE AOS 13 ANOS E  MAIS TARDE SE FORMOU EM CINEMA DE ANIMAÇÃO/ E PARA QUEM COMEÇA NA ÁREA, BONS CONSELHOS DO VETERANO/

VOLTA SONORA EDUARDO DOS REIS EVANGELISTA –  “DUKE”

DÁ DICAS: FALA QUE É PARA DESCONFIAR SEMPRE, LER MUITO, A IMPORTÃNCIA DO CONHECIMENTO ETC – ÚLTIMA SONORA

VL

QUEM QUISER ADQUIRIR O LIVRO E CONHECER MAIS SOBRE O TRABALHO DO CHARGISTA, PODE ACESSAR O SITE WWW.DUKECHARGISTA.COM.BR

 

INFORMAÇÕES PARA CABEÇA

**LIVRO FOI PUBLICADO ATRAVÉS DE BENEFÍCIOS DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA DE BELO HORIZONTE

**DUKE ASSINA AS CHARGES DIÁRIAS DO JORNAL O TEMPO DESDE 1998 E POSSUI VÁRIOS PRÊMIOS EM SALÕES DE HUMOR, NO BRASIL E EXTERIOR/ 

 

101 propagandas clássicas de computadores

Na lista do BoingBoing, os anúncios são variados. Motes como “O computador amigo”, “Se os computadores pessoais são para todo mundo, como os preços não são?” e “Terra dos computadores: A produtividade foi vendida aqui” trazem PC’s da década de 80/90. 

E até anúncios insistentes do Atari (é, aquele joguinho mesmo, com duas manetes e uma tela!) “Why Atari is number 1”? Outro dia (ano passado!)  o Francis do Laboratório de Vídeo da PUC Minas me mostrou um – não conhecia, nasci em 1988 e, portanto, minha geração é Super Nintendo para cima – Pareceu legal.

este blog (em inglês) nos dá a sensação de nostalgia em seus posts. é interessante também.

Dica dada.