Basquete do Minas vence Copa Amsterdã

Nem só de futebol vive o Brasil. Cada vez mais, com incentivo ou não, vejo times brasileiros de vôlei, basquete, competidores tupiniquins do atletismo e do tênis tendo uma grande expansão, profissionalização e vitórias no exterior.  

Um exemplo de vitória vem do time masculino de basquete do Pitágoras/Minas que em seu primeiro campeonato, venceu o Israel National Team, por 92 pontos. O primeiro jogo do time mineiro na Copa Natal de Amsterdã, na Holanda, foi contra o Valga Welg da Estônia e o Minas venceu por 98 a 58. Parabéns ao pessoal da equipe do basquete do Minas e que tragam cada vez mais vitórias para o Brasil.

Carro atropela sete pessoas na praça sete: reflexão!

Aconteceu:

  • Segundo a Companhia de Trânsito de Belo Horizonte, sete pedestres foram atingidos por uma Caravan sem freio na Praça Sete, no centro da capital mineira, na tarde do último sábado, 30/12.

Hoje pesquisei se as autoridades competentes já conseguiram descobrir quem estava na direção da caravan, pois havia um casal dentro do carro e claro, alguém estava dirigindo.  Mas não achei nada! A Companhia de Trânsito da capital alegou que o freio literalmente “tomou doril” e o acidente aconteceu.  Algumas fontes disseram que era o homem que estava na direção, outras pessoas disseram que era uma mulher que estava dirigindo o carro.

Enfim, o que quero chamar atenção é para a pressa do povo na praça sete, tanto de alguns pedestres e tanto de alguns motoristas. É um formigueiro humano aquilo lá. Mas, um formigueiro tem organização e o que falta muito no formigueiro da praça sete  é a organização e o bom senso de algumas pessoas. O sinal está no vermelho para os pedestres, mas alguns cidadãos insistem em atravessar no meio dos carros. O mesmo para os condutores. O sinal está vermelho para eles e alguns insistem em fechar o cruzamento. Será que dá pra mudar isso? ô cultura, hein?  

Resumindo: Bom senso na Praça Sete, bom senso!

Preço da passagem do transporte coletivo em Belo Horizonte aumentará

POST ATUALIZADO EM 29/12/2008 

Antigamente (em 28/12/2007):

Um aumento de 4,7% para o próximo domingo.  A passagem dos ônibus azuis, vermelhos e verdes em Belo Horizonte, passará de 2,00 para 2,10. Absurdo? Mas, por que aumentaram a passagem? Procurei no google, em sites de notícias aqui de Minas, mas não encontrei a resposta para esta pergunta. Vai ver que o generoso aumento é para a compra de mais ônibus para a população Belo Horizontina ou por utilizarmos um serviço de ônibus coletivo tão bacana e tão legal como nós temos aqui (em tom irônico, por favor). Mas, vamos a conta:  imagine que eu gaste oito passagens por dia, totalizando vinte dias por mês (dias de trabalho, de segunda à sexta)

Se a tarifa for 2,10 tenho um gasto mensal de 336,00.

Se a tarifa for 2,00, tenho um gasto mensal de 320,00.

Então, o x da equação é: Gastarei 16,00 reais a mais no mês, ou seja, para mim, 6 ou 7 almoços em um restaurante popular.

E a conclusão geral é: Tire mais dinheiro do seu bolso! Isso poooooode!?!

E HOJE?

Este post é antigo, mas em pleno fim de 2008, mais uma facada no bolso dos usuários:  9,52% (NOVE VÍRGULA CINQUENTA E DOIS POR CENTO) de aumento. De 2,10 para 2,30. Em pensar que a passagem já custou 0,35.

Será que devemos festejar como diz este vídeo para os 111 deBH?

O rádio atualmente

Vivemos hoje na pós-modernidade, ou seja, em uma era em que somos bombardeados pela informação, pela publicidade que apela para que compremos determinado produto. A tecnologia vai ganhando cada vez mais espaço. O rádio, assim como outros meios de comunicação, busca novas adaptações, como a produção de conteúdo on-line.

Em Belo Horizonte, algumas instituições de ensino superior e algumas emissoras locais já disponibilizam na rede mundial de computadores seus produtos. Como exemplo, temos a rádio Online, produção experimental dos alunos da Faculdade de Comunicação e Artes da PUC de Minas Gerais. 

Com a remoção da barreira geográfica pela internet, pessoas de todo o mundo poderão ter a oportunidade de conhecer produções regionais na hora em que quiserem. A produção assíncrona (ou seja, “a possibilidade de processar mensagens off-line”, segundo Nicholas Negroponte), como é feita na rádio Online da PUC Minas, permite ao ouvinte fazer sua própria programação na hora em que ele estiver disponível e conectado à rede. Com programas diversos nas áreas de cultura ao jornalismo, a rádio Online reforça também como é importante a produção universitária: novos formatos são experimentados, sem o medo de errar. 

Com o crescente uso da internet no Brasil, cabe agora aos jornalistas, radialistas e técnicos responsáveis discutirem mais o modelo da rádio na internet, como novos modelos de interatividade, entretenimento e novas formas de linguagens digitais. A trajetória do rádio no Brasil é de extrema importância, pois foi ele que manteve informadas gerações que ainda não tinham acesso à televisão e até mesmo jornais impressos. O rádio deve, então, acompanhar os novos meios que temos hoje, sejam eles na internet ou até mesmo no celular, que possui diversas funções audiovisuais.

Não contavam com minha “astúcia”!

Achei um achado nesse natal! O DVD do Chapolin Colorado com 6 episódios. Entre eles, o episódio da “chuva de aerolitos”, o meu preferido.  Não são pedras! São Aerólitos! É, o señor bolaños (é bolanõs mesmo?) acertou mesmo com o chaves e com o chapolin. É cultura! Me lembro, em 1995, eu assistindo chaves no SBT… E até hoje assisto! Então, sigam me os bons e não contavam com minha astúcia.

103.jpg